Networking: o que é e como se conectar a outros profissionais?

Networking é um dos termos mais populares no mundo dos negócios. De origem inglesa, ele passou a ser usado para falar sobre a ação de criar uma rede de contatos profissionais.

Imagino que você já deve estar cansado de ouvir o quanto é importante investir em networking.

Então já adianto que não é sobre isso que eu falo neste artigo.

Minha intenção é desconstruir algumas ideias que fazem parte do senso comum quando o assunto é networking.

Também falo sobre o senso de pertencimento e como se conectar a outros profissionais para que todo mundo saia ganhando.

Vamos nessa?

O que (não) é networking?

Em primeiro lugar, tenha em mente que networking não é sair por aí fazendo o máximo de contatos possíveis.

Isso porque a relevância das relações importa muito mais do que a quantidade.

Portanto, distribuir cartões para estranhos, sem nenhum contexto, durante eventos corporativos, por exemplo, não é uma boa estratégia.

E dá para a gente pensar o mesmo em relação às redes sociais, que também passaram a ser ferramentas usadas para conectar pessoas.

Nessas plataformas, o número de amigos, seguidores ou conexões parece ter se tornado uma métrica para medir o quão bem relacionada uma pessoa é.

Mas isso não quer dizer muita coisa.

De que adianta, por exemplo, ter centenas de conexões no LinkedIn se você nunca conversou com a maioria delas? E será que essas pessoas são, de fato, relevantes para a sua vida profissional?

É a partir dessa reflexão que a gente pode entender, de verdade, o que é networking e como construir relacionamentos de valor.

O senso de pertencimento faz parte da natureza humana

Para falar sobre isso, vamos partir do fato de que ninguém trabalha sozinho, mesmo o consultor independente

Todos nós, enquanto profissionais, dependemos de outras pessoas. E não só quando precisamos contratar ou vender um serviço e/ou produto.

No final das contas, pessoas compram de outras pessoas.

A gente pede referências e busca indicações porque, no geral, suspeitamos de quem não conhecemos. E sentimos mais confiança em quem faz parte de círculos sociais próximos.

No mundo dos negócios, o networking mostra que todos nós estamos e desejamos estar conectados.

De uma forma ou de outra, a gente possui um senso de pertencimento e, por isso, sempre buscamos fazer parte de uma comunidade.

A explicação não está só na contribuição mútua mas também no conforto. 

Se a gente pensar bem, quem é que não quer fazer parte de uma comunidade de pessoas dispostas a ajudar umas às outras em, sobretudo em tempos difíceis, não é mesmo?

Quanto mais forte for sua rede de contatos profissionais, maior vai ser o seu acesso a informações privilegiadas, oportunidades de negócio e apoio na sua carreira.

Estar rodeado de pessoas inteligentes, generosas e experientes é muito positivo!

Num mundo onde o sentimento de solidão é cada vez maior, quem é que não quer fazer parte de uma comunidade onde todos têm a ganhar?

A comunidade da Academia do Consultor é um exemplo disso. Ela reúne consultores dispostos a trocar conhecimento e fortalecer seu mercado.

Como se conectar a outros profissionais e gerar benefícios mútuos?

Depois de entender o que é networking e os frutos gerados pelas redes de contato, chegou a hora de partir para a parte prática.

Tenho alguns conselhos para compartilhar:

Entenda que networking demanda esforço

Se networking não se resume a entregar cartões ou adicionar pessoas à sua rede de contatos do LinkedIn, dá para imaginar que é preciso se empenhar nisso.

E não basta só ter iniciativa.

A maioria das pessoas não está realmente disposta a conhecer um “estranho”. É algo que não costuma fazer parte das prioridades da rotina de ninguém.

Por isso, é preciso despertar o interesse do outro em querer conhecer você e o seu trabalho.

Se você se mostrar como alguém educado, ambicioso e a fim de contribuir, as pessoas terão mais curiosidade de conversar.

Ou seja, não se trata de apenas se apresentar, oferecer e/ou pedir ajuda. O objetivo é construir relacionamentos.

Avalie a relevância e os benefícios de uma nova relação

Antes de entrar em contato com alguém, entenda os motivos pelos quais aquela pessoa é relevante para você e vice-versa.

É algo que demanda uma reflexão sobre você mesmo, seus propósitos de carreira, seu posicionamento no mercado e o tipo de comunidade que deseja fortalecer.

Esses fatores ajudam a clarear as ideias sobre quem faz sentido ter por perto e como determinadas pessoas podem ajudar e serem ajudadas por você.

Assim, você traz um contexto para iniciar uma relação.

Contatar alguém só por contatar pode ser uma perda de tempo, além do risco de causar um

Seja você mesmo

Cuidado para não acabar assumindo outra personalidade na tentativa de agradar o outro. 

Networking é sobre ser você mesmo e se cercar de pessoas que façam sentido para o tipo de comunidade que você deseja criar.

Só assim a sua rede de contatos pode se fortalecer.

Se você se molda para, de certa forma, conquistar essas pessoas, como alvos a serem atingidos, você se torna uma simples ferramenta.

E não é com gente desse tipo que os bons profissionais desejam se unir.

Tenha atitudes generosas

Construir uma rede de contatos valiosa leva tempo. Ou seja, ela não nasce da noite para o dia.

Precisa ser cultivada, fazer parte do seu dia a dia.

Basta você pensar em quanto tempo levou para desenvolver seus relacionamentos mais valiosos, sejam eles amorosos ou de amizade.

As relações amadurecem, evoluem, se fortalecem e se desenvolvem aos poucos.

Além disso, é preciso entender que a gente se conecta também pela reciprocidade. Se eu te ajudo e você me ajuda, nós dois sairemos ganhando.

Por isso, pedir ajuda de uma pessoa antes de tê-la ajudado pode parecer oportunista.

Evite pedir favores para alguém que não te conhece muito bem ou ainda não teve a oportunidade de criar uma boa impressão de você.

Entenda como você pode ajudar a sua comunidade

Esta é a questão mais desafiadora do networking – e também o seu maior propósito.

Pergunte a si mesmo quais contribuições gostaria de trazer para a sua comunidade profissional e o mercado em que atua.

Quais são os maiores desafios de trabalhar com consultoria? Como é possível ajudar outros profissionais? O que falta para esse mercado evoluir e ser mais valorizado?

Essas perguntas servem de guia para você descobrir o que pode oferecer.

Voltando ao que falei sobre o senso de pertencimento, a gente se dá conta de que ninguém atinge o sucesso sozinho.

Participar da comunidade da Academia do Consultor é uma ótima forma de fazer networking, adquirir novos conhecimentos e levar sua consultoria a outro patamar. 

Ainda não faz parte? Se torne um membro para ter acesso a conteúdos exclusivos e a uma comunidade inteira a fim de trocar e se aprimorar cada vez mais!

Ferramentas Para Consultores

A partir de: R$79,90 / mês
Avaliação 0 de 5
R$200,00
R$200,00

Planilhas para Consultores

Planilha de Gerenciamento de Projetos

Avaliação 0 de 5
R$250,00
Avaliação 0 de 5
R$120,00
-38%

Pacotes de Ferramentas

Pacote Completo para Consultores

Avaliação 0 de 5
R$700,00
Avaliação 0 de 5
R$150,00
Avaliação 0 de 5
R$200,00
R$0,00
R$0,00
R$0,00

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


Selo de Qualidade Academia do Consultor

Consiga mais clientes e evolua como consultor. Tenha acesso à:

> Selo de Qualidade
> Divulgação de membros
> Cursos de formação
> Planilhas e apresentações
> Fórum para tirar dúvidas
> Lives mensais

Teste por 7 dias. Cancele com reembolso total

SABER MAIS

    RECEBA NOVIDADES NO SEU EMAIL

    Fique por dentro do melhor conteúdo escrito por consultores para consultores, focado em dicas práticas para te ajudar. Cadastre-se abaixo: